tumblr_ly0qok8PMn1r9x643o1_500 (1)

ღ Sua partida foi tão repentina...”

Eu ainda penso em nós dois. Ainda penso nos nossos planos, sonhos. Lembro de quando a gente ficava imaginando as coisas antes de dormir, de quando você me chamava do jeito que só você sabe chamar. Eu ainda me lembro do nosso sonho de amar…

Às vezes me pergunto por que o destino teve que ser tão duro com a gente?! Por que ele não pôde nos ajudar ao menos um pouco?

Eu ainda sofro. Sua partida foi tão repentina, você estava aqui, mas ao passar de um minuto já não estava mais.

Onde errei? Explique-me, por favor… Eu não guardo rancor, mas me fale o motivo de vir e fazer com que eu me acostume com você, sendo que não estava com a intenção de ficar?

 Eu só queria lhe amar, e  fazer com que seus olhos brilhassem de novo, porém, você não permitiu. Estava cego de amor, e claro, não era por mim! Eu sei, você não tem a obrigação de me amar, mas deveria ter a obrigação de não me fazer sofrer. Não foi sua intenção, mas quem sabe essa não seja uma correção? Meu coração já não aguenta mais. Está cansado de lutar e só apanhar no final. Eu não quero te amar ao ponto de me entregar demais. O amor é para os dois sentir, e se um não sente, vira simplesmente uma dor.

Autora: Letícia Clara ღ

12074814_1628409224114958_171581820583757367_n

Déborah Ferreira

Menina de 21 anos, que odeia drama, exceto as suas. Um dia um poço de meiguice e fofura e em outros fria e calada. Que fez do caderno e da caneta seus melhores amigos, e do livro o seu companheiro até o fim. Aprendeu a transformar suas experiencias em textos, por não conseguir muito desabafar com pessoas. Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria! Quem gosta de leitura, nunca se sente sozinho. ♥

LEIA TAMBÉM: